Complexo Gengivoestomatite Crônico em Felino

Relato de Caso

Autores

  • Vandriele Lima Uniceplac/ Pós graduada
  • Lorena Ferreira

Palavras-chave:

Complexo Gengivite-Estomatite, Felino, Cavidade Oral

Resumo

O complexo gengivoestomatite crônico dos felinos é uma doença inflamatória, ulcerativa e proliferativa da mucosa oral, de etiologia desconhecida. Geralmente acomete gatos jovens, causando dor na cavidade oral, anorexia, disfagia, halitose, desidratação, pelagem quebradiça e opaca. O diagnóstico é baseado na anamnese e no exame físico, não sendo necessário em alguns casos o exame histopatológico das lesões e o tratamento dependerá da gravidade do quadro do paciente, podendo ser clínico e/ou cirúrgico. Foi relatado um caso severo de complexo gengivoestomatite crônico dos felinos em um gato SRD de sete anos, que apresentava queixa de emagrecimento progressivo, dor a manipulação na cavidade oral, com pelos opacos e quebradiços. No procedimento odontológico foram observadas intensas lesões bilaterais ulcerativas na cavidade oral em gengivas, ao redor de todos os dentes, na comissura labial, no filtro labial e bordas do corpo da língua, além de lesões bilaterais e simétricas com aspecto proliferativo na base de língua, prega glossopalatina, prega pterigomandibular e arco palatoglosso. O tratamento realizado foi a exodontia total dos dentes remanescentes, seguido de laserterapia de baixa potência, sendo efetivo o tratamento.  Nesses casos, o odontologista veterinário é o melhor profissional para diagnosticar e tratar o problema de forma mais efetiva, mas torna-se necessário que os tutores e médicos veterinários sejam instruídos a respeito para auxiliar no diagnóstico precoce.

Publicado

18-05-2024

Edição

Seção

Clínica Cirúrgica de Pequenos Animais